19 de setembro de 2012

DOCES CORAÇÕES

"Com a entrada das mulheres no mercado de trabalho, ficou cada vez mais difícil não contar com a família para ajudar a cuidar e educar as crianças. Essa relação mudou e, em geral, para melhor. Um bom exemplo é que os novos cuidadores descobriram que dar às crianças muitos presentes e mimos, papel exercido à risca por muitos avós, os deixa frágeis e imaturos, perante as experiências da vida, diferentes de seus pares e sem motivação para crescer".
"A diferença entre educar um filho ou um neto é imensa. As condições físicas, emocionais, financeiras e tudo o que já se viveu, isto é,as experiências acumuladas, são diversas e fazem essa trajetória de se cuidar de um e de outro completamente distinta. Muitas vezes, ao se tornar o cuidador de um neto, as atitudes são até mais elaboradas, pois sempre se procura evitar erros cometidos anteriormente. Afinal errar faz parte da vida e o amadurecimento só aparece com o tempo.
...Ao tomar para si os cuidados de uma criança , seja por quais motivos isto tenha acontecido... sem dúvida, essa é uma história de amor incondicional que supera todos os obstáculos."

"Amar é prestar atenção, doar tempo, dar limites, ensinar coisas novas, cuidar da saúde e bem-estar, mas também deixar a criança crescer".
Texto:
Revista Ponto de Encontro
Edição 39 Agosto/Setembro 2012
Melhor Idade (Pais com açúcar) 
por Maria Helena Bellini
(Dra. Maria Irene Maluf-
Especialista em Psicopedagogia e Educação Especial)

Links interessantes sobre o assunto.
Margaridas em Ação: A função dos avós: Olá queridos leitores! Hoje lendo um artigo muito interessante sobre a relação avós x netos, achei interessante compartilhar aqui com v...
Direito de Família: Avós tem direitos de ver netos: Descansa no meu colo tua cabeça de mulher Deixa que eu seja teu pai, ainda que por um instante. Vivamos o parto às avessas. Eu, que...