21 de julho de 2012

LINGUAGENS UNIVERSAIS



Existem injustiças que nos ferem a retina.
Qual o direito imobiliário de quem vive sob a ponte?
Há pessoas-pérolas engastadas nas asperezas da vida.
Algumas situações nenhuma pena saberia descrever.
Nem sempre representamos bem a comédia da vida.
A busca pela paz dorme um sono de muitos séculos.
Tomamos empréstimos da Natureza sem intenção de pagar.
O luxo dos tribunais se contrapõe à pobreza do povo.
Devo insistir que todas as soluções estão em mim.
Mas...
Nenhuma beleza supera o olhar da criança feliz.

(Frases anônimas agrupadas em um único livro)
Texto:Francisco Fernandes de Araújo
(Poemas de um Verso Só 1)