10 de junho de 2012

MENTIRA



Em certa ocasião Abraham Lincoln fez uma pergunta:
"Quantas pernas terá uma ovelha se você chamar sua cauda de perna?"
- Cinco. alguém respondeu. Não, "Quatro", explicou Lincoln.
"Porque chamar sua cauda de perna, não a transforma em uma perna".

Assim é a MENTIRA.  Uma mentira nunca se transformará em verdade.

Como você e eu já sabemos, as pessoas nem sempre falam o que realmente estão querendo dizer.
Com muita facilidade fatos podem se perder durante uma conversa.
Existem muitas razões diferentes, pra se mentir, mas raramente essa mentira irá beneficiar a pessoa que está sendo enganada.

Para que a mentira exista, é preciso pelo menos duas pessoas (é claro).
- Uma pra dizer e a outra para acreditar nela.

Todas as pessoas podem mentir, mas ninguém gosta quando alguém lhe diz uma mentira. Não podemos impedir que mintam para nós, é possível evitar que elas sejam bem sucedidas.

Você tem facilidade de perceber se está sendo enganado?

Em minhas pesquisas de hoje aprendí que a mentira utiliza linguagem corporal. As pessoas precisam de uma razão para mentir. Não usam o contato direto dos olhos, as mãos, braços e pernas tendem a ficar encolhidos contra o corpo. Levam as mãos também ao rosto como se estivessem com suór e sempre estão tentando parecer tranquilas e relaxadas, mas por dentro estão atentas pra não dar "bandeira".

São razões suficientes para suspeitar que a emoção que você está percebendo no momento é falsa ou verdadeira.

Em geral mentalmente ,histórias inventadas não tem detalhes ,pois elas nunca aconteceram! Fique espérto!!!!! Nem tudo é inofensivo.


(Best-Seller do New York Times David J.Lieberman, Ph.D.
 "Psicologia da Mentira-Nunca mais seja enganado").