20 de junho de 2011

SENSÍVEL OU NÃO




"Se o Altruísmo não for adequadamente trabalhado, afetará o desenvolvimento emocional, podendo ocorrer duas situações extremas e opostas entre si: a INSENSIBILIDADE ou a HIPERSENSIBILIDADE.


Nada pode comprometer tanto a personalidade do que uma emoção que vive nas raias da insensibilidade ou, ao contrário, nas trajetórias da hipersensibilidade.


Decifrar linguagem da sensibilidade é refinar a arte de sentir, inspirar, aspirar, ver e perceber. 


São duas armadilhar devastadoras da mente humana que podem bloquear o EU  de seu altruísmo.


Nas sociedades modernas muitos desenvolvem insensibilidade, deferem calúnias e difamações que dilaceram mentes; por outro lado os são hiper-altruístas, sempre se esquecem de sí mesmos para pensar nos outros.
Uma pessoa insensível exclui os outros ,fere fácilmente quem o rodeia, não se preocupa com ninguém(deixa qualquer um doente) Já o hípersensível , super protege e fere-se fácilmente para proteger os outros(vive a história dos outros)adoece com frequência."


Texto:"O código da inteligência" Augusto Cury